Papo Calcinha | Um filme de terror chamado anticoncepcional

ac

Comentei essa semana no instagram (@lavieenfucsia) que iria cuidar mais da pele porque tinha parado de tomar anticoncepcional. E fiquei pensando que podemos e devemos falar mais sobre os métodos contraceptivos disponíveis hoje no mercado.

Pra quem não se atentou aos noticiários e a sua timeline no Facebook, o número de casos de problemas de saúde em mulheres que tomam anticoncepcional aumentou nos últimos tempos. E não estou falando de cólicas mais fortes ou aumento de fluxo, estou falando de AVC (acidente vascular cerebral), trombose, problemas sérios no fígado. De um modo geral, os hormônios presentes na pilula aumentam a capacidade de coagulação do sangue, que em casos de mulheres que tenham predisposição genética ou fatores de risco, elas podem ter problemas bem graves.

A questão é que NENHUM MÉDICO (ou quase nenhum deles) questiona a paciente sobre o histórico médico, familiar ou sobre as condições de vida antes de receitar a pílula. Alguns deles, como no caso de uma amiga, se recusam a solicitar exames quando a paciente pede, alegando que a paciente”não está no grupo de risco”. Mas como ele pode saber se eu estou ou não no grupo de risco se não pergunta sobre a minha vida??

Eu tomei o Ciclo21 por 6 anos e nunca tive nenhum problema, mas o fato de ter histórico de trombose (avó e tia paterna) e AVC (avó paterna e pai) me fez abrir os olhos de como a possibilidade de ocorrer comigo é grande. Quando minha avó faleceu há quatro anos, na decorrência de um cateterismo, fiquei abalada e fui procurar o médico vascular, que me examinou e garantiu que estava tudo bem, fiquei tranquila e continuei a usar o medicamento. Hoje, depois de tantos casos de mulheres muito mais saudáveis do que eu que sofreram repentinamente, tomei a decisão.

Já são duas semanas sem o AC (sigla de anticoncepcional) e até agora está tudo bem. A pele está boa, o ciclo está tranquilo. Vamos aguardar os próximos dias (TPM à vista) e meses pra saber como o corpo vai reagir. Vou contando pra vocês por aqui na tag #SemAC.

De forma nenhuma estou convocando as mulheres para uma revolução e jogar todas as cartelas na fogueira, só convido que vocês busquem informação, se perguntem e questionem seus médicos para saber como realmente está a sua saúde. Ser saudável de verdade, por dentro e por fora é um direito nosso, como tantos outros que lutamos diariamente para conseguir!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s